Renire: emagrecer para preservar a função renal. Um estudo prospectivo observacional.

O Programa Alimentar Bioimis tem sido objeto de numerosos estudos ao longo dos últimos anos e, mais recentemente, foi levado em consideração num estudo do Dr. Federico Gennaro, doutorando em Medicina e Cirurgia na Universidade de Turim, durante a preparação da sua tese.

A tese apresentada ilustra os resultados obtidos a partir do estudo "Renire", feito no Departamento de Nefrologia de San Luigi Gonzaga de Orbassano (TO), numa série de pacientes com doença renal crônica, de patogênese e gravidade diferentes. Eles tiveram a oportunidade de escolher se perder peso com uma dieta tradicional ou uma dieta personalizada, intensiva, acompanhada.

No final do estudo, todos os pacientes perderam peso (7,6 kg-20 kg) mesmo considerando os intervalos de tempo diferentes. No grupo com dieta personalizada acompanhada, todos os pacientes perderam uma boa cota de peso, concentrado principalmente no primeiro período da dieta, de acordo com a fase de "perda de peso rápida". Resultados semelhantes foram obtidos em controles sem nefropatias (sadios), em que a perda de peso foi ainda mais marcada. Quanto ao grupo "outras dietas", a perda de peso foi menos importante.

Em termos de "perda de sobrepeso" (relativa a um alvo IMC <25 kg/m2), 21/24 pacientes do grupo da dieta acompanhada perderam mais de 30% do sobrepeso, 6/17 pacientes do grupo das dietas "tradicionais" ou "self-made" e 30/38 do grupo controle (sadios).

Neste contexto, talvez o dado mais importante seja que a perda de peso (avaliada através de medidas corporais seriadas) em ambos os grupos não foi acompanhada por perda de massa magra, mas houve uma boa melhoria percentual em detrimento da massa gorda, com redução significativa. Além disso, a comparação das medidas do hand grip confirmam tais valores: não foi registrada uma perda de força, muito pelo contrário, houve uma melhoria do desempenho que se torna significativa nos intervalos cinco meses-doze meses para os pacientes do grupo "Bioimis" e base-cinco meses para os pacientes do grupo com dieta tradicional, mais uma evidência da boa conservação da massa muscular.

A avaliação da bioimpedância, disponível apenas no final do período de acompanhamento, revelou que nenhum paciente apresentou valores patológicos de massa magra com relação ao grupo normal de referência: o valor médio de massa magra foi de 57,4% sobre a massa corporal inteira. (44,2% min - max 75,9%).

Mais especificamente, no grupo com dieta acompanhada, diante de um valor médio de massa magra de 13,3 kg/m2, no intervalo de 12 meses ele aparece praticamente inalterado, enquanto que a diminuição da massa gorda é bem marcada.

Baixar a pesquisa completa

Escolha país x

Escolha o seu país ou a sua nação

  • Österreich
  • Australia
  • Brasil
  • Canada
  • Canada (Français)
  • Schweiz
  • Suisse (Français)
  • Svizzera (Italiano)
  • Deutschland
  • España
  • France
  • Great Britain
  • Usa
  • Usa (Español)

Escolha pelo menos um país ou uma nação

Confirmar